sexta-feira, 14 de maio de 2010

ENAM - Encontro Nacional de Aleitamento Materno

O XI ENAM procurou ampliar a abrangência, incluindo em sua programação a temática da atenção apropriada ao parto. Em um país com taxas tão elevadas de cesarianas faz-se necessário o pensar coletivo para a incorporação de práticas que venham a favorecer a saúde tanto das crianças quanto de suas mães.

OBJETIVO:
O objetivo principal é propiciar o debate amplo sobre o aleitamento materno e a alimentação complementar apropriada e contribuir para o fortalecimento das redes sociais de apoio

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
• Apresentar e discutir as recomendações sobre aleitamento materno e alimentação complementar para subsidiar ações de educação alimentar e promoção da alimentação saudável na primeira infância;

• Divulgar as pesquisas recentes sobre aleitamento materno e alimentação complementar para fortalecer tecnicamente os profissionais que atuam na área;

• Apresentar os diagnósticos de municípios, regionais e nacionais do aleitamento materno para o estabelecimento de políticas, programase metas a serem atingidas, levando em conta os preceitos do SUS;

• Discutir e incentivar políticas voltadas para a alimentação saudável considerando os riscos e agravos à saúde na vida adulta;

• Apresentar as políticas governamentais e as ações promotoras do aleitamento materno considerando a participação dos diferentes setores da sociedade e o controle social;

• Propiciar uma arena de discussão entre gestores públicos da área da saúde infantil, estimulando a troca de experiências bem sucedidas;

• Fortalecer o intercâmbio entre pesquisadores da área da saúde, gestores públicos e técnicos atuantes nos serviços ligados à saúde infantil;

• Propiciar aos estudantes universitários a oportunidade de conhecer e criar vínculos com professores, pesquisadores e profissionais da área da saúde de diversas regiões do País.

PÚBLICO ALVO
O evento é dirigido aos profissionais de saúde e grupos comunitários de apoio que trabalham com a saúde de lactentes, crianças de primeira infância e mulheres, incluindo professores, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação, fiscais da Vigilância Sanitária, trabalhadores do Programa Saúde da Família, gestores e técnicos municipais de saúde, profissionais de órgãos de defesa do consumidor, integrantes dos Conselhos Tutelares, Conselhos de Segurança Alimentar, das associações de profissionais ligados à nutrição e à saúde das mulheres e das crianças.

Fonte: www.enam2010.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Newsletters

Facebook

Twitter

Instagram