quinta-feira, 4 de outubro de 2012

A obesidade como crise nacional.


A obesidade como crise nacional: 
The Weight of the Nation


                  É sombrio, é assustador.
                
              O documentário The Weight of the Nation, produzido pela HBO em parceria com o CDC, centro para controle de doenças do governo federal americano, e o IOM, Instituto de Medicina, mostra a realidade assustadora da obesidade e seu impacto na saúde do país como um todo, na soberania nacional. Pior, esfrega-se em nossa cara o quanto a obesidade é um problema, se não criado, pelo menos subsidiado pelas indústrias em conluio com o governo.

               
             Imagine a seguinte situação: o governo federal, através de empréstimos e outros mecanismos, estimula os agricultores a produzirem apenas milho e soja. Do milho vem o carboidrato que alimenta os animais de corte e os piores produtos das indústrias alimentícias. Da soja a gordura que define a culinária americana, com suas frituras, e também alimenta a indústria alimentícia. Outros benefícios ajudam a reduzir o preço dos alimentos industrializados. Nenhum benefício é destinado para quem produz ou trabalha com alimentos saudáveis. Resultado, é mais barato comer um “menu completo” do McDonalds do que uma salada. É mais barato um saquinho de salgadinho do que uma maçã. É mais barato 1 litro de Coca Cola do que 500ml do que água. Tudo é falso, pois o governo estimula a população a comer esses alimentos, vulgarmente conhecidos como porcaria, lixo e outros nomes, só para manter os rendimentos da indústria às custas de sua saúde.
                 
              Trocando em miúdos: o governo (teoricamente o povo) patrocina, sustenta uma indústria que parasita o próprio povo, permite um marketing criminoso que lava a cérebro de crianças e adultos, favorece o desenvolvimento de uma população obesa e aumenta absurdamente os gastos com saúde pública, que serão pagos pelo próprio governo (agora definitivamente o povo). O problema é que o parasitismo, como sempre acontece, está ameaçando matar a sua vítima.

       
      A obesidade ameaça acabar com a saúde de todo o país, em todos os sentidos possíveis.

Nós brasileiros vivemos exatamente a situação que os americanos viveram nos anos 80. Aumento na incidência de obesidade na população adulta, maior ainda na população infantil e de adolescentes. Assistir o documentário é olhar para o nosso futuro, já que escolhemos o mesmo modelo alimentar, o americano!

Não, nada que vem em uma caixinha vale por um bifinho. Não, nenhum biscoito é saudável. Não, NENHUMA papinha pré-fabricada que sobrevive incólume a 3 meses no armário nutrirá um bebê. Se você come ou oferece aos seus filhos esses alimentos, saiba que é este lixo que está matando toda uma nação. Saiba que você está sendo enganado por uma rede de marketing e vendas que existe apenas para arrancar o seu dinheiro lhe convencendo de que a escolha é sua. Seu livre arbítrio não existe, você come e oferece aos filhos o que você viu no intervalo do show da Xuxa. Ou você acha que Danoninho vale por um bifinho?
                 
Sorria, você está sendo parasitado. 

Erico Souza de Oliveira
Médico especialista em Nefrologia

Abaixo o link da série. São 4 episódios bem divididos que elucidam perfeitamente a relação atual do país (EUA) entre alimentação, peso e suas consequências. É realmente assustador o que a obesidade, adquirido pelo péssimo hábito alimentar e sedentarismo, está fazendo com as pessoas, com o país e com o mundo.

Vale cada segundo!!
http://theweightofthenation.hbo.com/

Débora Rosa
Nutricionista Materno Infantil




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Newsletters

Facebook

Twitter

Instagram