segunda-feira, 4 de março de 2013

Muito além do peso - O filme que faltava para pais, educadores e profissionais.



O documentário Muito Além do Peso, produção do Instituto Alana e Maria Farinha Filmes, é uma grande arma na ainda incipiente luta contra a obesidade infantil no Brasil. Para combater é necessário educar, e o documentário expressa brilhantemente a experiência de ser uma criança obesa, tão distante do que vemos nas românticas, divertidas e coloridas propagandas e embalagens. A dificuldade em perceber a obesidade infantil como um problema é tão grande que nos EUA, onde 32% das crianças estão em sobrepeso, apenas 15% dos pais referem ter filhos obesos, mostrando que mais da metade das crianças obesas não são reconhecidas como tal pelos pais.
            
Até há poucos anos a indústria alimentícia falava sozinha, expunha sua opinião enviesada e sedimentava na mente de pais e crianças conceitos absolutamente incorretos de alimentação saudável. Era como se as consequências das escolhas alimentares não existissem. Muitos países do mundo, inclusive o centro do capitalismo liberal, os Estados Unidos, já perceberam que educar a população é a maior contribuição que a sociedade pode fazer no combate a obesidade, tanto de adultos quanto de crianças. Considerando os insatisfatórios resultados no combate a obesidade em adultos, torna-se estratégico para a saúde pública salvar as novas gerações, dando ferramentas aos pais para que estes possam sedimentar bons hábitos nos novos cidadãos.
          
O documentário quebra preconceitos: crianças obesas não são saudáveis, tem patologias outrora restritas a idade adulta como Diabetes e dislipidemias. Obesidade não é doença de famílias ricas, muito pelo contrário, é mais incidente nas famílias de menor renda. A indústria alimentícia colabora para a deseducação das crianças dificultando a já dura tarefa dos pais de instituir hábitos saudáveis em casa. São inúmeros os conceitos incorretos que o documentário busca corrigir.
            
Para vencermos a guerra contra a obesidade infantil, cujo objetivo final é formarmos crianças mais felizes e uma geração mais saudável e consciente, as batalhas serão árduas. Lutar contra os interesses econômicos significa fazer inimigos que não se entregarão sem luta. A sociedade precisa vencer esta guerra, pois um país que se pretende grande precisa de uma população saudável. 

O documentário marca a fase inicial da guerra, o da informação imparcial da população, não maquiada pelos interesses econômicos, para que o problema seja reconhecido. Quando todos entenderem o quanto a obesidade infantil é maléfica para cada criança e para todo o país, poderemos sonhar com o dia em que a guerra será ganha. Quando os pais souberem reconhecer a doença passarão a ter mais ferramentas para buscar as soluções. 

Assistam o documentário, é de cortar o coração.     



Débora Rosa
Nutricionista
CRN3 15777

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Newsletters

Facebook

Twitter

Instagram